Derrubando Mitos: Investir com Pouco Dinheiro? É Possível, SIM

É possível investir com pouco dinheiro? Existem inúmeros mitos conhecidos e várias pessoas os adoram.

Mais que adoram, os utilizam como “muletas” para justificar algumas atitudes que não são tomadas. As mesmas pessoas que os adoram são aquelas que não param por alguns minutos para analisar sobre o que estão acreditando.

No que tange o Planejamento Financeiro, um dos maiores mitos é que somente pessoas bem afortunadas possuem tempo e dinheiro para investir. Meros assalariados não estariam aptos a tal condição.

Derrubaremos este mito com apenas três frases:

1) A Poupança e a Renda Fixa, na maioria dos casos, não exigem investimento mínimo para aplicação;

2) Existem Fundos Imobiliários que custam menos do que o valor pago por uma cerveja em qualquer bar do Brasil;

3) Existem ações que podem ser compradas por centavos. Isso mesmo, centavos.

Obviamente, com pouco capital, acabamos por pagar taxas mais altas para alguns investimentos. Para o mercado de ações em específico, há a cobrança de taxas de corretagem a cada ordem de compra/venda na bolsa de valores.

Se esta taxa é fixa, é mais atrativo diluí-la em uma ordem de R$10.000,00 do que em uma ordem de R$500,00, não é? Utilizando o exemplo em questão e aplicando uma taxa de corretagem fixa de R$20,00, teríamos os seguintes custos:

Nestes casos é interessante que o investidor procure corretoras que aplicam taxas de corretagemvariáveis, reduzindo assim seus custos fixos.

Pois bem, o artigo poderia terminar aqui, pois derrubamos o mito com apenas três simplórias frases. É possível SIM investir com pouco capital.

Mas, como gostamos de prometer pouco e entregar muito, escreveremos algumas dicas sobre como e onde investir com pequenas quantias de dinheiro. Falaremos também sobre a alocação de ativos para estes tipos de investimento, item cada vez mais imprescindível quanto se trata de proteção de capital.

Aliás, falando em entregar muito, vamos dar um presente de boas-vindas para você. Disponibilizaremos abaixo, por tempo limitado, uma planilha de Avaliação de Investimentos. Com esta planilha você poderá calcular o retorno de suas aplicações e comparar com outras alternativas de investimento disponíveis atualmente no mercado. Para acessa-la, basta inserir o email abaixo:

Planilha de Avaliação de Investimentos

Calcule o rendimento de suas aplicações ao longo do tempo e compare-as com outras modalidades de investimento.

IMPORTANTE: Os ativos descritos ao longo do artigo servem APENAS para ilustração. Não é recomendável a aplicação em tais investimentos sem um conhecimento específico em cada área. Indicaremos, ao longo do texto, alguns cursos e artigos que podem auxiliar de forma substancial no aprendizado e conhecimento de tais alternativas de investimento.

Primeiramente, falaremos de forma sobre a alocação de ativos. Esta expressão será tratada de forma assídua em cada simulação e é importantíssimo saber sobre sua importância.

Alocação de Ativos:

Prontos para queimar outro mito? Então vamos lá:

“A alocação de ativos é válida apenas para quem tem muito dinheiro!”

A alocação de ativos é, de forma resumida, a estratégia utilizada para alocar nosso capital em vários tipos de investimento, mitigando os riscos e aumentando nossas chances de sucesso. Como um exemplo prático de alocação de ativos temos a renda fixa e variável.

Teoricamente, com o aumento da taxa básica de juros, os papéis indexados ao CDI (Certificado de Depósito Bancário), como os ativos de renda fixa, tendem a pagar uma rentabilidade interessante. Em contrapartida, ativos de renda variável como ações e fundos imobiliários tendem a ter o preço de face de suas cotas reduzido. Este movimento se dá, justamente, pela maior atratividade dos ativos de renda fixa, fazendo com que os investidores migrem seu capital da bolsa de valores para ativos mais seguros.

Um investidor que aplica uma alocação de ativos na proporção 50% renda variável (mercado de ações) e 50% renda fixa (CDBs), estará se protegendo substancialmente de eventos deste tipo. Na subida das taxas de juros, sua renda fixa ficará mais atrativa. Na queda, os ativos de renda variável tendem a se valorizar.

Como sugestão de material sobre alocação de ativos, deixamos o ebook do Henrique Carvalho, um dos maiores especialistas e conhecedores do assunto:

Sugestão de material: eBook Alocação de Ativos

Sugestão de material: eBook Alocação de AtivosSugestão de material: eBook Alocação de Ativos

SIMULAÇÃO #01: Montando uma Carteira de Ativos com R$500,00

Investimento 01:

Ativo: Compra de 32 ações da empresa Você Participações

Valor: R$252,16

Investimento 02:

Ativo: Aplicação do saldo remanescente em CDB

Valor: R$247,84

Alocação de ativos:

Mercado de ações: 50,43%

CDB: 49,67%

Sugestão de material: Curso Regular de Formação em Ações Marcio Noronha

SIMULAÇÃO #02: Montando uma Carteira de Ativos com R$5.000,00

Os valores crescem e já é possível aplicar em outras modalidades de investimento. Estenderemos a aplicação aos Fundos Imobiliários e Tesouro Direto:

Investimento 01:

Ativo: Compra de 158 ações da empresa Você Participações

Valor: R$1.248,20

Investimento 02:

Ativo: Compra de 14 cotas do fundo imobiliário Você Participações

Valor: R$1.265,60

Investimento 03:

Ativo: Compra de Tesouro Você Participações 2018 (R$735,24) e Tesouro Você Participações 2021 (R$520,08).

Valor: R$1.255,32

Investimento 04:

Ativo: Aplicação do saldo remanescente em CDB

Valor: R$1.230,88

Alocação de ativos:

Mercado de ações: 24,96%

Fundos Imobiliários: 25,31%

Tesouro Direto: 25,10%

CDB: 24,61%

Sugestão de material: Curso Fundos Imobiliários O Guia Definitivo

Sugestão de material: Curso Fundos Imobiliários O Guia DefinitivoSugestão de material: Curso Fundos Imobiliários O Guia Definitivo

SIMULAÇÃO #03: Montando uma Carteira de Ativos com R$50.000,00

Em uma carteira mais vultuosa, mantemos a mesma estratégia de investimentos. Adicionamos somente mais um item, fundo de investimento em dólar. A adição desta modalidade visa proteger o capital levando em conta a variação cambial.

Investimento 01:

Ativo: Compra de 1266 ações da empresa Você Participações

Valor: R$10.001,40

Investimento 02:

Ativo: Compra de 111 cotas do fundo imobiliário Você Participações

Valor: R$10.034,40

Investimento 03:

Ativo: Tesouro Você Participações 2021 (R$6.935,90 ) e Tesouro Você Participações Juros Semestrais 2050 (R$2.702,95)

Valor: R$9.638,85

Investimento 04:

Ativo: Aplicação em fundo indexado cambial.

Valor: R$10.000,00

Investimento 05:

Ativo: Aplicação do saldo remanescente em CDB

Valor: R$10.325,35

Alocação de ativos:

Mercado de ações: 20%

Fundos Imobiliários: 20%

Tesouro Direto: 19,27%

Fundo Cambial:  20%

CDB: 20,73%

SIMULAÇÃO #04: Montando uma Carteira de Ativos com R$500.000,00

Meio milhão de reais já é o objetivo de muitos investidores. Estratégias avançadas de Hedge e proteção de capital podem e devem ser aplicadas. Substituímos, neste patamar, o investimento em CDB pela alocação em Letras de Crédito Imobiliário, que costumam oferecer uma rentabilidade ligeiramente superior.

Investimento 01:

Ativo: Compra de 12660 ações da empresa Você Participações

Valor: R$100.001,40

Investimento 02:

Ativo: Compra de 1110 cotas do fundo imobiliário Você Participações

Valor: R$100.034,40

Investimento 03:

Ativo: 10 Tesouro Você Participações 2021 (R$6.935,90 ) e 11 Tesouro Você Participações Juros Semestrais 2050 (R$2.702,95)

Valor: R$99.091,45

Investimento 04:

Ativo: Aplicação em fundo indexado cambial.

Valor: R$100.000,00

Investimento 05:

Ativo: Aplicação do saldo remanescente em LCI

Valor: R$100.872,75

Alocação de ativos:

Mercado de ações: 20%

Fundos Imobiliários: 20%

Tesouro Direto: 19,82%

Fundo Cambial:  20%

CDB: 20,18%

Investir com pouco dinheiro Conclusão:

Lembrando que, todas as operações acarretam custos (corretagem e custódia) ao investidor, cabendo a ele avaliar cada caso e buscar alterativas e instituições que tenham o melhor custo vs benefício.

Neste artigo, ficam duas mensagens:

Apenas para recapitular: Os ativos descritos ao longo do artigo servem APENAS para ilustração. Não é recomendável a aplicação em tais investimentos sem um conhecimento específico em cada área. Indicamos, ao longo do texto, alguns cursos e artigos que podem auxiliar de forma substancial no aprendizado e conhecimento de tais alternativas de investimento.

Por hoje era isso, pessoal.

Espero que tenham gostado do estudo.

Compartilhem com todas as pessoas interessadas no assunto. Vamos derrubar estes mitos que insistem em travar nossa independência financeira!

Um grande abraço e até a próxima!

Fonte Bibliografica:http://www.portal-rp.com.br/metodo-trader-milionario-funciona/